Descubra como é formado o preço de venda de um produto competitivo

Saber como formar preço de venda de um produto competitivo é uma pergunta recorrente para quem trabalha em nichos extremamente concorridos. O dilema é grande pelo fato de que, ao mesmo tempo, é preciso ter um preço dentro do que o mercado pratica — ou seja, a média do que é encontrado nas concorrentes — e também ter possibilidade de lucrar com isso. 

Vale lembrar que o preço é um dos 4 Ps do marketing, sendo o que mais exige cuidado ao inserir o produto no mercado e, posteriormente, na sobrevivência da empresa, a qual se baseia na qualidade dos resultados obtidos. 

Então, está pronto para descobrir como é formado o preço de venda de um produto competitivo? Ótimo, vamos a essa explicação.

Percepção de valor

A percepção de valor envolve uma visão apurada. É preciso saber, acima de tudo, a diferença entre o quanto você acha que o seu produto vale e o quanto o mercado entende que ele custa. Não compreender esse valor leva a situações que vemos frequentemente ao fazer pesquisas de preços: empresas que cobram valores bem acima da média pelo mesmo produto que a concorrência oferece por um preço bem mais baixo.

A percepção de valor também muda conforme diversas situações, e uma delas é a questão temporal. Produtos mais voltados para o verão naturalmente terão um preço maior nessa época do ano e menor em outras. O mesmo vale para as mercadorias do setor da moda, as quais têm um tempo de vida útil curto e tendem a baixar de preço com o passar do tempo. 

Custos fixos e variáveis

Na busca por aprender como formar preço de venda, não tem como fugir dos custos fixos e variáveis. O primeiro está relacionado àqueles gastos inerentes ao funcionamento do negócio, como custos operacionais e de pessoal. Já o segundo grupo são aqueles custos do qual você tem um menor controle e sofrem influências externas, como a alta do dólar, do frete para a entrega do produto, entre outros que variam conforme o caso de cada empresa. 

Margem de lucro

Margem de lucro e competitividade são elementos que, para andarem em harmonia, exigem uma estratégia de precificação muito bem-feita. Isso se explica porque, na busca por vencer a grande concorrência de preços gerada na internet, diversas empresas diminuem drasticamente a sua margem de lucro para garantirem a venda. 

Essa é uma medida extrema e que precisa ser validada com todo o cuidado necessário. O ideal é sempre ter uma margem de lucro padrão para todos os produtos e estabelecer um limite de quanto você pode baixá-la sem comprometer as finanças do seu negócio. 

Mapeamento da concorrência

Outra etapa necessária para saber como formar preço de venda de maneira eficiente é fazer um mapeamento periódico da concorrência. O mercado muda muito rápido, e por isso, fazer esse acompanhamento permitirá ter uma noção melhor dos preços que estão sendo praticados no mercado. 

Os clientes fazem essa pesquisa, então, é necessário se antecipar e aparecer para ele nesse momento já com um preço em condições de despertar a atenção e mostrar que ele deve escolher a sua empresa e não alguma concorrente. 

Análise de situações específicas

Há situações específicas que exigem uma estratégia especial, como datas comemorativas, promoções clássicas do mercado (Black Friday, por exemplo) e saldões são algumas delas. Nesses casos, há uma variação no padrão praticado e a busca é por oferecer preços mais baixos.

Essa necessidade reforça ainda mais o que foi falado acima, que é preciso avaliar o quanto garantir a venda impactará positiva e negativamente no seu negócio. 

Todas as dicas mencionadas estão interligadas, esse é um ponto que você precisa compreender perfeitamente: não existe fator único de precificação e, sim, um processo construtivo. Apreendendo isso, certamente você saberá como formar preço de venda nas mais diversas ocasiões e sempre de forma a obter resultados positivos tanto para a sua empresa quanto para os clientes. 

E já que estamos falando em estratégia, que tal aprender como utilizar de maneira favorável o merchandising no ponto de venda? Para isso, basta conferir o nosso post especial sobre o tema e aprender muito com as dicas que reunimos lá.

Posicionamento de produto: 5 maneiras de promover a diferenciação
5 dicas incríveis para melhorar o ambiente interno de uma empresa

Deixe uma resposta