Saiba quando e por que fazer um reposicionamento de marca

A aposta no reposicionamento de marca é um dos passos mais ousados nas estratégias de marketing. Além disso, é um dos mais analisados e que requer maior controle. Por se tratar de um elemento que carrega a essência de um produto ou corporação, é necessário muito cuidado ao promover qualquer modificação.

Muitas vezes, a identidade de uma marca não está refletida em sua imagem, e as leituras do mercado e do público diferem da construção da própria marca. Isso é grave, pois cria um hiato entre as partes e leva à perda de investimentos e valores construídos com muito esforço.

Nesse cenário, talvez seja o momento de investir no rebranding e na transformação da percepção do mercado sobre a empresa e seus produtos. Quer saber mais? Acompanhe a seguir!

Está na hora de fazer o reposicionamento de marca?

Essa não é uma pergunta fácil de responder. A marca, por ser uma construção contínua, passa por diversos momentos em seu percurso no mercado. Algumas vezes, sua evidência leva o consumidor à ação; em outros momentos, seu papel pode ser ofuscado por concorrentes ou outra intercorrência do mercado. O importante de tudo isso é saber que a marca é como um organismo vivo que está sempre em transformação.

Para saber qual é o momento certo de promover o reposicionamento de marca, é necessário compreender como ela está, entender seu comportamento no mercado e qual a percepção do consumidor a seu respeito. Para tanto, pesquisas são fundamentais para colher dados e embasar o diagnóstico.

Uma marca sã deve ser representativa de seus valores, ter um posicionamento bem definido, ser visualmente agradável, se diferenciar da concorrência e, principalmente, levar o consumidor à ação. Ela é eficiente quando converte seus valores em vendas. Se uma marca não cumpre essa lista de atributos, talvez esteja na hora de reposicioná-la.

O que considerar no rebranding?

A ciência aqui é a análise geral do empreendimento. Não se deve considerar o reposicionamento de marca apenas a partir de suposições ou do feeling. É preciso ir além e analisar o comportamento do mercado e a própria ação da marca. Para isso, fatores internos e externos precisam ser levantados e analisados com profundidade.

Fatores internos:

  • entrada em novos mercados: mercado novo quer dizer público novo. E a percepção? Provavelmente é nova também, então é necessária uma adaptação ao novo ambiente de mercado;
  • mudança na proposta de valor: se a essência da marca foi alterada, seu posicionamento precisa refleti-la. Nesse caso, o reposicionamento de marca é uma necessidade;
  • nova estratégia de produto: se os produtos foram modificados ou precisam ganhar uma nova roupagem, o posicionamento precisa acompanhá-los;
  • aquisições e fusões: a entrada de uma nova empresa no rol da marca geralmente força o redesenho de toda a estratégia de branding;
  • envelhecimento do logotipo: por carregar sua representação visual, o logotipo precisa ser o suporte da marca. O rebrand consiste em retrabalhar cores, formas e pictogramas, de forma a modernizá-lo e trazê-lo para perto do posicionamento desejado.

Fatores externos:

  • ação da concorrência: o concorrente entrega um valor de marca com mais eficiência e, por isso, apropria-se de uma boa fatia de mercado;
  • alteração do comportamento do público: é necessário identificar o que o público deseja e suas disposições para alinhar a marca à nova realidade;
  • apontamentos do cenário: uma análise de cenário pode predizer a necessidade do reposicionamento e até mesmo que caminhos tomar em cada situação.

Uma análise minuciosa — com base em dados de mercado — pode dizer se o reposicionamento de marca é uma opção para o momento e se é a estratégia adequada para uma empresa ou produto. O importante é não perder tempo e saber se a marca reflete o que a empresa é.

Agora que você já sabe como identificar quando o reposicionamento de marca é necessário, aproveite para ler sobre a importância da identidade visual para as empresas e compreenda mais sobre o mundo das marcas. Boa leitura!

Entender o comportamento do consumidor é vital no aumento as vendas
Como os materiais impressos fazem diferença mesmo na era da internet?

Um comentário sobre “Saiba quando e por que fazer um reposicionamento de marca”

Deixe uma resposta