4 dicas de como fazer um pitch e atrair investidores e negócios

Saber como fazer um pitch é uma habilidade de imenso valor. O pitch é uma apresentação inicial de curta duração (em média 5 minutos) que tem como objetivo principal despertar o interesse de determinado alvo, sendo que esse pode ser um cliente, sócio ou investidor.

Nele devem estar presentes, de forma clara, uma explicação sobre a oportunidade que está sendo oferecida, os números do mercado em que ela está inserida, o diferencial do produto e a solução que ele apresenta e, por fim, o que se está buscando com essa proposta.

Para demonstrar de forma detalhada como fazer um pitch e atrair investidores e negócios, reunimos 5 dicas que, se forem aplicadas, farão toda a diferença na sua apresentação. Confira quais são elas!

1. Construa uma ideia

Quais são os principais conceitos que você deseja apresentar? Essa definição é importante para construir uma ideia que, ao mesmo tempo, seja objetiva e capaz de passar um panorama completo do seu negócio.

A partir do momento em que se delineiam os principais conceitos, é possível uni-los em torno de uma única ideia, o que permite alcançar o poder de síntese necessário em um pitch e impactar a percepção das pessoas.

2. Escreva o que será falado

Escrever o que será falado serve como um roteiro, mas não só isso. Com essa ação, fica mais fácil perceber o que pode ser melhorado e evitar erros. Por exemplo, criar um pitch longo demais, o que pode ser cansativo e causar efeito contrário ao desejado, afastando os investidores.

Um colunista de um jornal, por exemplo, escreve, revisa e reescreve o seu texto até chegar ao modelo perfeito. Ao fazer um pitch, a ideia deve ser a mesma. Afinal, a eficiência da comunicação precisa alcançar um patamar elevado.

3. Monte as informações em slides

A montagem dos slides deve ocorrer de forma estratégica, porque esse recurso é de grande valia no momento da apresentação. Uma das principais etapas na busca por aprender como fazer um pitch é justamente saber como montar slides perfeitos e focados no seu propósito.

O ideal é contar uma breve história no slide inicial e, na sequência, já apresentar o produto e a solução que ele oferece (slide 2). Indo adiante, é preciso apresentar os números que o nicho de mercado do produto movimenta (slide 3).

No quarto slide, é recomendado apresentar o modelo de negócio e, no quinto, demonstrar o seu estilo de liderança e explicar sobre a estrutura da empresa, especialmente no que diz respeito ao capital humano e resultados de vendas.

No final, é importante dizer os valores que você precisa e como esse montante será aplicado. O número de 6 slides é uma referência importante para organizar essas ideias por conseguir dividi-las em passos, evitando que a apresentação de uma etapa se alongue muito em relação às demais.

4. Organize os dados

Deixar de falar alguma informação crucial para o negócio é muito ruim para a apresentação. A organização ajuda a evitar isso, minimizando as chances de ser surpreendido com uma pergunta para a qual você não terá resposta.

Por mais que o pitch seja uma apresentação simples, ele exige muito estudo prévio, a fim de organizar os dados principais e conseguir passar a mensagem desejada.

Com essas dicas, você já sabe como fazer um pitch e, por meio dele, poderá expandir os seus negócios. Por isso, use o nosso post como guia na hora de elaborar a sua apresentação.

Contar com ajuda especializada nesse processo é recomendado. Por isso, convidamos você a entrar em contato conosco e conferir como os nossos especialistas podem auxiliar você nessa jornada!

4 maneiras de aprimorar os 4 Ps do mix de marketing
O que é marketing de relacionamento e como usá-lo para se destacar?

Deixe uma resposta