Anunciar em TV ainda vale a pena na era digital? Descubra aqui!

Anunciar em TV ainda é uma boa ideia? Essa é uma resposta que precisa ser pensada com cuidado e exige conhecimento de causa. Portanto, a melhor forma de obtê-la é entendendo sobre o poder da publicidade na TV, suas vantagens, desvantagens e qual o tamanho do peso dessa mídia no merchandising de uma empresa.

Isso evitará tomar decisões baseadas no achismo e sem entender o real contexto da situação, afinal, como toda publicidade, campanhas em TV podem funcionar melhor para a estratégia de determinado negócio do que para a de outro.

Então, para começar a entender tudo sobre anunciar em TV, você precisa conferir as dicas abaixo. Vamos lá?

Vantagens de anunciar em TV

O primeiro passo para entender a validade de anunciar em TV é conhecer quais são as vantagens dessa forma de publicidade. Na verdade, as vantagens variam conforme cada caso, pois dependem de quesitos como características do público, investimento que está sendo feito, objetivo do comercial, entre outros.

Por isso, listamos abaixo algumas das principais vantagens que se apresentam de forma constante nessa realidade. Confira quais são elas:

  • criar propagandas mais pontuais (explorando um momento específico do ano, por exemplo) e ter mais espaço para usar a criatividade;
  • aumentar o poder de síntese, ou seja, oferecer mais conteúdo em menos tempo;
  • ter acesso a um público maior, facilitando assim a obtenção de novos clientes e ampliando a forma de se comunicar com eles;
  • divulgar o seu produto/serviço de forma diferenciada e, ao mesmo tempo, mais focada nos resultados esperados com a exposição deles;
  • ter maior capacidade de interagir com o seu público e criar vínculos emocionais, em especial pelo bom uso dos recursos audiovisuais.

Desvantagens de anunciar em TV

Assim como as vantagens variam de caso em caso, as desvantagens também. Veja a seguir quais são as principais delas:

  • anúncios em TV apresentam um alto custo em comparação com outras formas de mídia;
  • o peso de uma decisão errada tem maior impacto, tanto financeiro como de imagem, o que obriga a empresa a investir mais tempo e atenção na definição do que e onde será anunciado;
  • a clareza da mensagem é essencial porque, na maioria das vezes, se tem pouco tempo para deixar o seu recado. Como a reação do público é imprevisível, é preciso arriscar e, ao mesmo tempo, ser prudente.

Agora que você já descobriu as principais vantagens e desvantagens de anunciar em TV, vai conhecer alguns critérios que precisam ser levados em conta para investir com sucesso nessa forma de mídia.

Público-alvo

Da mesma maneira como em qualquer tipo de publicidade, é essencial conhecer o seu público-alvo. É um erro pensar que o fato de a TV ser um canal de massa exclui essa necessidade tão importante.

Ao definir a persona, fica mais fácil encontrar onde ela está e qual o melhor formato de anúncio para impactá-la com sucesso e de forma produtiva.

Escolha dos canais

Os canais escolhidos para veicular a sua propaganda são de extrema importância para o sucesso da empreitada, afinal deve haver uma conexão entre a sua proposta e as características da emissora.

A definição do público-alvo mencionada acima também é parte integrante da relação, pois a escolha das pessoas em assistir determinado canal está totalmente ligada com as suas preferências.

Estudar o comportamento desse público vai levar naturalmente a um seleto grupo de canais, dos quais um ou alguns serão os escolhidos.

Melhor horário de grade

A escolha do melhor horário da grade também tem a ver com o que foi mencionado acima, com o acréscimo da forma como a emissora organiza a sua programação.

Em um exemplo rápido, vamos supor que o seu público é de jovens entre 20 e 30 anos. Diante desse cenário, foi analisado que o Canal X tem uma programação mais direcionada para essa faixa etária e que ela se concentra em determinado horário.

Esse estudo é necessário para não cair em predefinições típicas de quem trabalha com essa mídia como “investir no horário nobre é sempre melhor”. Sim, isso até pode ser verdade em muitos casos, mas é preciso ir além e entender qual é a melhor opção para o seu negócio nesse sentido.

Viabilidade do investimento

Conforme já dito, o investimento para anunciar em TV não é baixo, por isso é preciso analisar com eficiência a viabilidade dele. Sim, toda publicidade tem riscos, mas, como aqui ele tende a ser mais alto, é necessário ser altamente detalhista nessa análise.

Isso não quer dizer que essa forma de mídia é menos válida do que as outras. Não, até mesmo porque quem planeja alçar voos maiores deve ousar investir em algo maior. O segredo é fazer isso com a devida sabedoria e inteligência estratégica.

Trâmites burocráticos

Há trâmites burocráticos que devem ser cumpridos na hora de veicular um comercial na TV. Um deles é registrar a propaganda na Ancine (Agência Nacional de Cinema). Inclusive esse registro é exigido pelas emissoras, as quais irão negar a exibição da campanha caso não esteja devidamente registrada.

Números e tendências

Compreender os números e tendências que anunciar em TV apresenta é estar a par do que esse canal de divulgação representa de fato. Sobre números, há dados que ajudam a entender melhor o poderio dessa forma de divulgação.

Um exemplo é a pesquisa divulgada pelo Conselho Executivo das Normas-Padrão (Cenp), o qual relata que dos R$ 7,67 bilhões gerenciados por agências de publicidade no Brasil e direcionado para a compra de mídia para os seus clientes, 61,8 % foi destinado à TV aberta.

Esse percentual ajuda, por exemplo, a derrubar a máxima errada que diz que “pouco se anuncia em TV hoje no Brasil”.

Sobre as tendências de mercado, assim como em todo meio de publicidade, a propaganda feita em TV deve acompanhar o comportamento do público atual. Algumas tendências importantes a serem seguidas são:

  • utilizar o anúncio em TV como parte de uma estratégia completa e diversificada, ou seja, que agregue outros formatos de divulgação, como o investimento em tráfego pago e orgânico na internet;
  • investir em TV programática, modalidade que permite um maior acompanhamento das métricas, resultados e formas de personalização da campanha;
  • criar propagandas que conversem com os outros meios de comunicação da empresa. Um exemplo disso são os desafios que devem ser realizados em um site especialmente elaborado para esse propósito ou convidando a saber mais informações nas redes sociais, aproveitando assim os benefícios da Social TV.

Ajuda especializada

Como vimos, investir em anúncios de TV exige conhecimento e a montagem de uma estratégia bem elaborada, a fim de aumentar as chances de obter excelentes resultados. Portanto, uma maneira adequada de realizar isso é contar com ajuda especializada.

As agências de publicidade são ótimas aliadas, pois muitas delas trabalham há muitos anos com a elaboração de campanhas para TV, o que é crucial para ajudar na definição dos melhores caminhos.

Logo, aproveitar as vantagens e colocar em prática o que foi apresentado aqui fica muito mais fácil com a ajuda de uma agência. Afinal, anunciar em TV exige estar preparado e contar com esse apoio fará toda a diferença.

Sendo assim, convidamos você a entrar em contato conosco e descobrir como podemos ajudar a sua empresa a criar uma campanha incrível. Vamos lá?

Na prática! Prepare a empresa para incorporar o vendarketing
5 dicas de como ter reuniões de negócio mais produtivas

Deixe uma resposta